quarta-feira, 9 de abril de 2014

Estação Metrô Retiro - Andamento das obras

Prevista para ser inaugurada no dia 11/06/14, data prevista para a inauguração da Linha 01 do Metrô de Salvador, as obras da Estação Retiro seguem em ritmo intenso.

Acompanhe pelas fotos abaixo:




terça-feira, 8 de abril de 2014

BRT da Prefeitura de Salvador será um dos mais caros do mundo


O BRT da Prefeitura de Salvador que pretende ligar a Estação da Lapa ao Iguatemi, antes mesmo de ser construído já será um recordista: o BRT mais caro do Brasil e possivelmente do planeta. Chegamos a esta conclusão, ao avaliar o custo da obra por quilômetro a ser construído, que no caso do BRT soteropolitano dará um custo de R$ 93 milhões por quilômetro. (R$800 milhões em 8,6 quilômetros apenas).

Nem mesmo os 04 grandes BRTs (Transolímpica, Transoeste, Transbrasil e Transcarioca) da cidade do Rio de Janeiro que possuem obras bem mais complexas como pontes e túneis em algumas linhas, chegaram a intimidar o corredor de buzu da capital baiana. Compare com a tabela abaixo:



Quando comparado a outro modal, o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), o qual o governo do estado pretende substituir o atual Trem do Subúrbio, a diferença torna-se ainda mais gritante, chegando ao custo do BRT ser superior ao VLT em mais de 260%. Veja na tabela abaixo:


Como se pode ver, a informação acima dissolve o mito de que o BRT é um modal com custo de implementação mais barato que os demais modais. Essa tese é bastante difundida pelo lobby do BRT e boa parte dos meios de comunicação, a exemplo de jornais e sites de notícias, acabam propagando a informação inverídica.

domingo, 6 de abril de 2014

BRT irá degradar canteiro central das Avenidas de Salvador


Clique no link abaixo para conhecer o projeto BRT da Prefeitura de Salvador:

http://www.desenvolvimentourbano.salvador.ba.gov.br/images/PDF/RIMA_BRT-LAPA-IGUATEMI.pdf

População se mobiliza contra a degradação dos elevados do BRT: Lapa - Iguatemi

A população de Salvador começa a se mobilizar nas redes sociais contra a proposta da Prefeitura de Salvador de construir um BRT cortando as avenidas: Vasco da Gama, Juracy Magalhães e ACM. O projeto contempla a construção de 3 viadutos e 4 grandes elevados como os mostrados nas fotos abaixo. Caso seja levado a frente, o projeto do BRT poderá degradar 3 das avenidas de vale mais bonitas de Salvador. 


sábado, 5 de abril de 2014

BRT Lapa-Iguatemi degradará Paisagem Urbana de Salvador

Exemplo da degradação no entorno dos elevados - Avenida Rodrigues Filho, Rio de Janeiro.

O BRT que pretende ligar a Estação da Lapa ao Iguatemi atravessando o canteiro central das Avenidas: Vasco da Gama, Juracy Magalhães e ACM, poderá deteriorar o entorno destas regiões com a construção de 04 grandes elevados, 03 viadutos e 09 estações sendo algumas delas suspensas, ignorando exemplos concretos que este tipo de intervenção pode causar, a exemplo da Avenida Rodrigues Filho no Rio de Janeiro e o Minhocão em São Paulo. A Prefeitura de Salvador também quer dar a sua contribuição na contramão do urbanismo.

Com investimentos de aproximadamente 800 milhões de reais a serem aplicados em um pequeno trecho de 8,6 quilômetros, o BRT proposto terá um custo médio de aproximadamente 93 milhões de reais por cada quilômetro a ser construído, um dos mais caros do planeta. Nos bastidores, diz-se que este projeto teria sido doado por uma grande empreiteira baiana, prova disso é que não houve consulta pública, como prevê o Estatuto das Cidades, um sinal claro de imposição de interesses privados.

Projeção de uma das estações do BRT Lapa - Iguatemi, não se engane com o colorido da imagem

Porém, a degradação do entorno destas avenidas e o valor vultuoso que será investido em tal empreitada não são as únicas anomalias desse projeto. Desde que os empresários de ônibus, setor influente da capital baiana, viram ruir o seu sonho de ter implantado o seu projeto de BRT na Avenida Paralela, alternativas de competição ao Metrô tentam ser viabilizadas a todo custo. Prova disso, é que para fazer a mesma ligação proposta pelo BRT (Lapa - Iguatemi) já está prevista a construção da linha 02 do Metrô, ou seja, o poder público financiará um projeto redundante, criando competição econômica por demanda de passageiros.
(Clique aqui para saber mais)

Apesar disso, as obras estão previstas para iniciar logo após a Copa do Mundo e já possui a verba assegurada através de um empréstimo com a Caixa Econômica e recursos da Prefeitura de Salvador. Nunca antes se investiu tanto em ônibus, um transporte que em Salvador representa o descaso e a submissão do poder público, traduzido em: sujeira, insegurança, impontualidade, vulnerabilidade a greves e tarifa cara pelo péssimo serviço que é oferecido.

domingo, 30 de março de 2014

Trem do Subúrbio terá licitação para ser transformado em VLT


Atual trem do subúrbio que deverá ser transformado em VLT

Durante o anúncio do pacote de obras para melhorar a mobilidade de obras de Salvador, ocorrido no dia 27/03/14, no Centro de Convenções da Bahia, o chefe da Casa Civil, Rui Costa, revelou que o governo federal já assegurou R$ 600 milhões para a transformação dos atuais trens do Subúrbio Ferroviário em sistema de Veículos Leves sobre Trilhos (VLT).

De acordo com o secretário, a ligação entre os bairros de Paripe e Calçada será estendida ao Terminal da França, no Comércio. A licitação será realizada, ainda no primeiro semestre deste ano. Além do VLT, os suburbanos contarão com uma faixa de BRT que se encontrará com a Avenida 29 de Março. "Será um modal importantíssimo para a população do Subúrbio", pontuou. Costa diz que tem dialogado com a prefeitura para fazer mais uma via, com dois quilômetros e um túnel, na altura da Base Naval, no Comércio, e interligação a duas pernas de tráfego para a Estação da Lapa e a Barra, nas proximidades do shopping.

As obras confirmadas no evento, no valor de R$ 1,3 bilhão, serão divididas em duas frentes de trabalho, com prazo final de entrega em 36 meses. "Mas vamos entregar em etapas para a população. São 21 quilômetros de avenidas, seis pistas da Orlando Gomes [Orla] à 29 de Março até Águas Claras, e duas segredada exclusivas", observou o secretário, ao detalhar que haverá ainda um túnel na Avenida Paralela, próximo ao Estádio de Pituaçu, que se integrará a um mergulho entre a Pinto de Aguiar, em Patamares, e a Gal Costa, em Pau da Lima. A primeira etapa compreende o complexo de viadutos nas imediações do Bairro da Paz e a segunda uma intervenção para a abertura de uma estrada do Lobato à Estação Pirajá, com a criação de um túnel em um morro da região. Rui Costa lembrou ainda que o início da operação assistida (em teste) do metrô – do Retiro à Lapa – ocorrerá em junho, em plena Copa do Mundo. A expectativa é a de que, em setembro, o modal tenha atividade comercial.

Exemplo de VLT utilizado em Maceió-AL

Novos Corredores Transversais de Salvador


Com ordens de serviço assinadas em 27/03/14, este vídeo apresenta os novos corredores transversais de tráfego que vão ligar a Suburbana e a BR-324 à Orla Atlântica com investimentos de aproximadamente R$ 1,3 bilhão. As novas vias contarão com novos viadutos, túneis e vias destinadas ao transporte público (VLT ou BRT).

O o corredor 1 terá cerca de 13 km de extensão,  iniciando na orla, passará pela avenida Pinto de Aguiar, fazendo ligação com a avenida Gal Costa através de túnel atravessando a Avenida Paralela próximo ao Estádio de Pituaçu e se estenderá até os bairros de Capelinha e Pirajá, até chegar ao Lobato, no subúrbio ferroviário também por meio de túnel.

O trecho 2 (avenida 29 de Março) começará na BR-324, no bairro de Águas Claras, a partir da Via Regional e vale do rio Jaguaribe, passará pelo Bairro da Paz, na avenida Paralela, e se estenderá até a orla pela avenida Orlando Gomes (que também será ampliada). O corredor terá 12 km.

Ambos os corredores serão integrados as linhas 01 e 02 do Metrô e finalização das obras está prevista para ocorrer em 36 meses.

sábado, 15 de março de 2014

Governo da Bahia homologa licitação dos corredores transversais de Salvador


O Governo da Bahia, através da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder), homologou, no dia 12/03/2014, o resultado do processo licitatório para a implantação dos Corredores Transversais que vão alimentar o metrô de Salvador e dar fluidez ao trânsito da cidade. O resultado foi publicado no Diário Oficial do Estado.

Com a proposta de menor preço, no valor de R$ 647 milhões, o consórcio Transoceânico Salvador, composto pelas empresas Axxo, Queiroz Galvão, TTC Engenharia e Constran, venceu a licitação do Corredor Transversal I. Este corredor compreende a integração da Avenida Pinto de Aguiar à Gal Costa, através de túnel, e se estende aos bairros da Capelinha e de Pirajá para desembocar no Lobato, na Avenida Suburbana. São, aproximadamente, 12 quilômetros de extensão, três vias por sentido, viadutos, túneis, paisagismo e iluminação pública.

Também pelo critério de menor preço, R$581 milhões, a construtora OAS executará a obra do Corredor Transversal II, que começa na BR-324, no bairro de Águas Claras, a partir da implantação da Avenida 29 de Março, passando pelo Bairro da Paz, na Avenida Paralela, e se estendendo até a Orla, através da duplicação da Avenida Orlando Gomes. Serão mais de 12 quilômetros, com três faixas por sentido, ciclovia, paisagismo, iluminação, viadutos e ponte.

O coordenador das obras de mobilidade urbana em Salvador, secretário estadual da Casa Civil, Rui Costa, explicou que os Corredores Transversais são as primeiras ligações diretas e de alta capacidade entre zonas da cidade que sempre viveram separadas: a Suburbana, o Miolo e a Orla.

“Além de alimentar o metrô, os corredores são resultado de um planejamento cuidadoso realizado pelo governo baiano na cidade de Salvador, a fim de melhorar o gargalo que é hoje a mobilidade em Salvador”, disse Rui Costa.

Somada ao período de elaboração dos projetos, a previsão é de que as obras sejam concluídas num prazo de 36 meses.

sábado, 22 de fevereiro de 2014

Prefeitura de Salvador planeja BRT concorrendo com o Metrô na Avenida Paralela

Se há uma virtude dos empresários de ônibus de Salvador, não se pode negar, é a sua perseverança e persistência em implantar o seu famigerado corredor de ônibus, apelidado de BRT (Bus Rapid Transit) na Avenida Luis Viana Filho, mais conhecida como Avenida Paralela. Já diz o ditado: "água mole em pedra dura, tanto bate até que fura". Tanto esforço, parece agora estar valendo a pena!

Com o apoio da Prefeitura de Salvador, antes na trágica administração do ex-prefeito João Henrique e agora com o atual prefeito ACM Neto e seus asseclas, o BRT na Avenida Paralela está prestes a tornar-se uma realidade, mesmo que para isso tenha que concorrer com a linha 02 do metrô, projetada para ligar o centro de Salvador ao município de Lauro de Freitas atravessando toda a Avenida Paralela com várias estações ao longo do percurso.

Como não há ingenuidade em política, a iniciativa da Prefeitura em querer agora implantar um BRT na Avenida Paralela mesmo esta já tendo um projeto de mobilidade bem definido, trata-se de um claro ataque a demanda de passageiros do Metrô, fazendo com que grande parte dos passageiros seja transferida para os ônibus, comprometendo o equilíbrio financeiro do sistema e finalmente satisfazendo o velho oligopólio sobre rodas e fumaça da capital baiana. Uma verdadeira farra com o dinheiro público!

1) Projeto do Governo do Estado - Metrô - Linha 02
Lapa - Bonocô - Iguatemi - Paralela - Aeroporto - Lauro de Freitas



2) Projeto da Prefeitura de Salvador: BRT
Iguatemi - Paralela - Aeroporto


Nesta grande empreitada, a Prefeitura de Salvador pretende fazer investimentos de mais de R$ 800 milhões entre recursos do PAC e empréstimos e já conta com 5 empresas/consórcios pré-qualificados para a concorrência em regime diferenciado de contratação (RDC). São elas:

1) Construtora Queiróz Galvão S/A
2) Consórcio CCCC/ CCIN – Corredor Lapa-LIP
3) Constran S/A – Construções e comércio
4) Construtora Norberto Odebrecht Brasil S/A
5) Construtora OAS S/A.

É uma lástima que mais uma vez, nossos administradores tentem colocar interesses privados acima do interesse público. Capitais menores que Salvador, como: Recife, Fortaleza e Belo Horizonte já possuem seus sistemas de metrô em operação e em crescimento. Mas, aqui em Salvador ao que parece querem eternamente perpetuar a nossa cidade ao atraso na mobilidade urbana, apenas para o deleite de poucos.

domingo, 16 de fevereiro de 2014

Reforma da Orla da Barra


Ok, pode-se alegar que ainda não está totalmente concluído e que após o Carnaval 2014 ainda haverão mudanças como por exemplo: a arborização do local e a instalação de um deck de madeira para acesso à praia. Mas, a comparação do péssimo acabamento do piso construído com o seu projeto original é fatalmente inevitável, afinal somente na nova orla da Barra estão previstos investimentos de mais de R$ 50 milhões.

domingo, 1 de setembro de 2013

BR-324 - Veja quanto você paga para trafegar na buraqueira


Quanto você pagaria para trafegar numa rodovia cheia de buracos?

Quanto você pagaria para trafegar numa rodovia pedagiada sem equipamentos de proteção em boa parte se sua extensão como: defensas metálicas, tachões reflexivos, acostamento cheio de buracos e até mesmo crateras com quase 10 metros de profundidade?

Quanto você pagaria para trafegar em uma rodovia que está entre as mais perigosas da Bahia em número de acidentes?

Se você acha que a resposta mais coerente seria: "não pagaria nada", saiba que você está  equivocado quando se trata da BR-324, rodovia administrada desde 2009 pela Concessionária Via Bahia.

Verifique abaixo, o preço do absurdo para quem é obrigado a trafegar por esta rodovia:

O preço para trafegar na buraqueira


terça-feira, 27 de agosto de 2013

Pinheiro quer anulação de contrato com a Via Bahia

Fonte: Bahia Notícias

Em entrevista à rádio Tudo FM, nesta segunda-feira (26/08/13), o senador Walter Pinheiro (PT-BA) fez duras críticas à operadora Via Bahia, por conta da situação da BR-324, e disse que vai entrar na Justiça com pedido de anulação do contrato com o governo federal.

“Minha paciência esgotou. Estou inclusive propondo que o Derba [Departamento de Estradas e Rodagens da Bahia] e o Dnit [Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes] façam uma parceria para tapar a cratera formada há mais de dois meses, próxima ao Porto Seco Pirajá. Está na hora de trocar [de concessionária] e chamar o segundo colocado [na licitação], ou abrir outra licitação, se for o caso”, opinou, em entrevista aos jornalistas Samuel Celestino e Daniela Prata, no programa Bahia Notícias no Ar. O petista já acionou a concessionária na Justiça contra o aumento do valor do pedágio.


segunda-feira, 26 de agosto de 2013

MPF-BA ajuíza ação contra Via Bahia e ANTT por cratera na BR-324


O Ministério Público Federal na Bahia (MPF-BA) ajuizou uma ação civil pública contra a Via Bahia e a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) na Justiça Federal.

O MPF requer que a Justiça conceda liminar para obrigar a concessionária a realizar obras e serviços, previstos no contrato de concessão, para tapar a cratera formada há mais de dois meses, próximo ao Porto Seco Pirajá. A Procuradoria ainda pede que a suspensão do pedágio na Praça 1, no km 597 da BR-324, até que sejam concluídas as obras de reparação das pistas. O MPF também pleiteia que a concessionária seja obrigada a apresentar um cronograma de execução das obras, com prazo máximo de 30 dias, sob pena de multa diária de R$ 50 mil, por dia de atraso.

Segundo o órgão, a Via Bahia não se mostrou diligente quando surgiu o buraco na BR, e que não cumpriu o contrato de concessão para realizar as obras nos prazos fixados pela ANTT. O contrato firmado em setembro de 2009, com prazo de 25 anos, determina que a empresa repare os vícios, defeitos ou incorreções nos prazos da agência. Na ação, o MPF argumenta que a ANTT não cumpriu seu dever de agente fiscalizador, por não ter estabelecidos prazos para a concessionária reparar os danos, além de não exigir um cronograma de execução das obras. Apurações do MPF apontam que a Viabahia adotou medidas para resolver o problema somente depois que a cratera atingiu mais de 50% da via.

Via Bahia - BR-324 - Havia uma estrada no meio do buraco


sábado, 10 de agosto de 2013

Via Bahia - BR-324 - Centenas de Buracos e 02 Pedágios


Sob o olhar complacente e conivente das Autoridades Públicas, a Via Bahia, concessionária que administra a rodovia BR-324, tem prestado um péssimo serviço aos seus usuários. Desde 2009, quando assumiu a concessão da rodovia que liga as duas maiores cidades da Bahia, Salvador e Feira de Santana, pouca coisa mudou, a exceção das 02 praças de pedágio que foram construídas ao longo da rodovia, onde há um raro trecho em que o asfalto apresenta qualidade aceitável e naturalmente existe a cobrança compulsória pelo (des)serviço prestado.

537 buracos foram contados pela equipe de reportagem do Correio no início deste mês (agosto/13), isso sem contar a enorme cratera de 30 metros de comprimento, 15 de largura e quase 9 de profundidade, que se abriu BR-324 próximo ao bairro de Pirajá, desde o dia 5 de junho deste ano e continua por lá até hoje.

Além das centenas de buracos, fazem parte do rol de serviços oferecidos, a ausência de guard rail ou defensa metálica em acostamentos e no canteiro central da rodovia em inúmeros trechos, muitos deles muito perigosos. Tudo isso aliado ás imperfeições da pista, faz com que a BR-324 (administrada pela concessionária Via Bahia) seja considerada uma das rodovias com maior número de acidentes da Bahia.

Definitivamente, aqui o seu dinheiro vai para o buraco!

Abaixo, fotos da BR-324, confira:

BR-324 - Buracos são comuns
Praça de pedágio da BR-324, trecho com asfalto de boa qualidade
Ausência de guard rail (defensas) provocam tombamentos

Acostamento típico da BR-324

Mais buracos pedagiados

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

MPL protesta contra o SETPS e ACM Neto



A manifestação do Movimento Passe Livre (MPL) nesta quinta-feira (1º/agosto) foi marcada por alguns atos simbólicos. O grupo pintou a frente da unidade de recarga do Sindicato das Empresas de Transporte Público de Salvador (Setps), no bairro do Comércio, de verde e amarelo, e em frente ao gabinete do prefeito ACM Neto (DEM) realizou a queima de um boneco que representava o gestor. Em entrevista ao Bahia Notícias, Walter Takemoto, ativista do MPL, disse que a ação demonstra indignação:

“Esse ato foi em protesto por ele se recusar a negociar. Foi uma forma de mostrar o repúdio à atitude dele, que é um desrespeito com o movimento e com a democracia”, avaliou.

quarta-feira, 31 de julho de 2013

O fiasco da abertura da "Caixa Preta" do SETPS


Como já era de se esperar, após mais de um mês de atraso, a planilha de custos do SETPS foi divulgada hoje pela Transalvador com informações truncadas e questionáveis, dificultando num primeiro momento, o entendimento imediato daquilo que deveria ser de fácil compreensão para a população de Salvador.


Vamos aos fatos?

1) A planilha foi divulgada em formato PDF e travada para não permitir diretamente a cópia dos dados para análise em Excel.

2) As informações são relativas a AGOSTO de 2012 segundo o site da Transalvador. Ora, se era para divulgar uma informação tão defasada, por quê demorou-se tanto? E por que não se divulgou todos os outros meses até o mês atual?

3) A planilha se esquiva de valores absolutos quando se refere aos valores de arrecadação. Prefere relativizar os dados através de expressões do tipo "R$/Veic. Mês" e "R$/Km", camuflando as informações.

4) Acreditem se quiser: a Diretoria do SETPS recebe "Pró-labore" igual a 0,0%. Quem diria, hein?
* Pró-labore é a remuneração do trabalho realizado pelo sócio, gerente ou similar.

5) Agora o mais inacreditável: NÃO HÁ LUCRO! (Pelo menos é o que está lá na planilha do SETPS/Transalvador). Segundo eles, tudo que se arrecada é gasto com o pagamento de "despesas operacionais" (94,35%) e "impostos e taxas" (5,65%), totalizando 100%.

Aleluia e Neto! A população de Salvador não pode ser tratada como energúmena! Exigimos respeito! 

sexta-feira, 26 de julho de 2013

Prefeitura Abandona o Plano Inclinado Liberdade - Calçada (PILC)

Plano Inclinado Liberdade Calçada completamente degradado
Lixo, esgoto, insetos e roedores, moradores de rua em situação de risco... Este é o cenário atual do Plano Inclinado Liberdade - Calçada (PILC), que faz a ligação entre estes dois bairros localizados respectivamente na Cidade Alta e Cidade Baixa em Salvador.

Os 03 plano inclinados de Salvador, encontram-se abandonados desde a trágica gestão do ex-prefeito João Henrique (PDT, PMDB, PP e...). Um exemplo desse desrespeito ao patrimônio público, também é o triste abandono do Plano Inclinado Gonçalves, outrora uma importante ligação entre o bairro do Comércio e o Pelourinho. Assim como o PILC, ainda não possuem data para serem revitalizados a curto prazo pela atual administração.

A desativação destes meios de transporte, obriga a população a recorrer ao combalido sistema de transporte por ônibus, o que seria um simples e agradável trajeto de apenas de 01 minuto pelo plano inclinado, ao custo de quinze centavos (à época), hoje se transforma em um martírio de até 1 hora em ônibus desconfortáveis e super lotados ao custo de R$2,80.

Bondinhos (plano inclinados) desativados pela Prefeitura de Salvador:

Localização dos plano inclinados de Salvador

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Aleluia e a Caixa Preta do SETPS


Desde o dia 27/06, Salvador aguarda a divulgação da planilha de custos das empresas de ônibus. A solicitação foi feita pelo Prefeito ACM Neto que determinou que a "Caixa Preta" fosse divulgada de imediato.

Entretanto, esta solicitação não foi atendida até o momento, pelo Secretário de Transportes José Carlos Aleluia, alegando que a planilha está "defasada". Já o presidente do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Salvador (SETPS), Horácio Brasil, explicou que, para fazer a planilha como a prefeitura quer, é necessário o auxílio de especialistas, o que demanda tempo. O que corrobora uma fina sintonia entre as duas esferas, pública e privada.

Nos bastidores, especula-se que a tal planilha seja divulgada de forma hermética, contendo informações genéricas, de modo a mascarar os percentuais de lucro das empresas de ônibus, o que poderia dar margem a questionamentos sobre a péssima qualidade do serviço prestado na capital baiana diante de um custo tão elevado para a população.


Diante de justificativas tão pouco inteligentes, que ridicularizam e revoltam a inteligência dos soteropolitanos, ficam então as seguintes perguntas:

  • Empresas de ônibus não fazem contabilidade?
  • Empresas de ônibus não sabem quanto pagam de impostos, folha de pagamento, combustíveis, manutenção e suas diversas despesas?
  • A Prefeitura de Salvador não exerce nenhum tipo de controle sobre a concessão do transporte público da cidade?
  • Se a planilha de custos do SETPS está "defasada", como se explica a afirmação (na ponta da língua) feita pelo Secretário Aleluia de que o Passe Livre representaria um custo de 1 bilhão para a cidade? 
Fiquem a vontade para comentar!

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Salvador terá Bilhete Único Capenga


Esqueçam o Bilhete Único que foi prometido na campanha de ACM Neto!

A partir do dia 25/07, será assinado o decreto instituindo um Bilhete Único capenga e cheio de dificuldades para quem pretende fazer uso dele, contrariando claramente o que fora prometido em sua campanha eleitoral.

 Segundo o secretário de Urbanismo e Transporte, José Carlos Aleluia, a implantação será feita em 02 etapas:

- A primeira etapa, em novembro, prevê que a segunda viagem será gratuita, desde que o passageiro se desloque por áreas de operação diferentes (veja clicando aqui). Assim como é hoje, o período entre a cobrança da primeira tarifa e a integração não pode extrapolar 2h.

- A segunda etapa, ainda sem prazo, deverá ser implementada após as empresas vencedoras da licitação do sistema de ônibus assumirem o serviço e prevê apenas que a segunda viagem será gratuita também para viagens dentro da mesma área de operação. Com uma importante ressalva que restringirá ainda mais os benefícios do Bilhete Único para a população:

“O que não vai poder é a pessoa usar a integração para ir e voltar para o mesmo local. O sistema irá perceber pelo trajeto das linhas e não vai permitir”, disse Aleluia.

Ao contrário de São Paulo e Rio de Janeiro que adotaram o Bilhete Único de maneira a beneficiar a população de forma ampla e sem subterfúgios, Salvador tem seguido um estranho caminho em benefício dos empresários de ônibus. Observem o que dizia a proposta da campanha e o discurso do atual secretário de transportes de Salvador: o bilhete único valeria por 3h. Mas, esse tempo será reduzido para apenas 2h, uma única integração e dependerá do seu trajeto. Triste Salvador!


Referências: Correio

Prazo para entrega de propostas para licitação do metrô é prorrogado

As empresas que querem participar da Licitação da Parceria Público-Privada do Sistema Metroviário de Salvador e Lauro de Freitas têm até o dia 19 de agosto para entregar as propostas. O prazo previsto anteriormente era 15 de julho. De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Sedur), a decisão pretende ampliar a concorrência e atender aos pedidos de dilatação de prazo por parte de empresas e consórcios interessados na licitação da PPP do Metrô.

A formalização do anúncio do novo prazo foi publicado no Diário Oficial da Bahia deste sábado (13) e domingo (14). A Linha 2 liga a Avenida Bonocô a Lauro de Freitas, passando pelo Iguatemi e Avenida Paralela. A última fase da obra com a estação final, em Lauro de Freitas, está prevista para outubro de 2016.


Fonte: Ibahia