terça-feira, 9 de novembro de 2010

O BRT de Bogotá (Transmilênio): modelo para Salvador?

O Transmilênio, como é conhecido o BRT de Bogotá na Colômbia, é a grande estrela da mobilidade urbana quando se trata de defender a implementação de corredores de ônibus nas capitais brasileiras, a exemplo de Salvador. Todavia, uma parte interessante deste sistema, estranhamente, não é divulgada para a população, por aqueles que fazem lobby pelo BRT em Salvador.

Estações e ônibus superlotados, a longa espera nas estações, o não cumprimento de horários e os frequentes acidentes, são alguns dos problemas comuns do modelo que será adotado por Salvador para ser executado na Avenida Paralela.

Imagens do BRT de Bogotá (Transmilênio):

Superlotação nas estações e ônibus

Congestionamento em canaleta exclusiva
Protestos frequentes devido a deficiência do sistema
Acidentes frequentes

5 comentários:

Cleber disse...

O Transmilênio é um sistema saturado e cheio de problemas. Só mesmo um gestor descomprometido com critérios técnicos pode optar pelo BRT pra Avenida Paralela.

Pregopontocom disse...

Poderiamos chamar esse Trambolho de Burrice Retrocesso Teimosia

AmBuss disse...

Os Ônibus não tem culpa de estarem nas mãos de maus gestores. O BRT é um ótimo sistema para regiões com demanda menor.

AmBuss disse...

A saturação do Transmilênio está no seu eixo central, onde já é planejada a construção de metrô (A linha de metrô não foi implementada antes pois não havia dinheiro, e foi melhor terem reestruturado o transporte da cidade antes).

Vianna disse...

Concordo com o AmBuss.
Qualquer sistema de BRT no mundo não vai ser eficiente se não estiver nas mão de pessoas competentes. Com o metrô é igual. Basta ver os últimos problemas ocorridos nos metrôs de São Paulo e RJ. Com isso vou além. Qualquer sistema de mobilidade urbana tem que ser bem planejado e bem administrado, senão...