quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Pinheiro defende VLT para a Avenida Paralela

VLT pode ser o sistema escolhido para substituir o projeto de corredores de ônibus proposto pela Prefeitura de Salvador em função da Copa do Mundo de 2014

De acordo com o senador eleito Walter Pinheiro (PT), o governo do Estado cumprirá a promessa de campanha e assumirá a operação e a construção do segundo trecho do metrô de Salvador. O parlamentar assegura que é objetivo do Estado ainda punir os culpados pelos desvios de verba pública verificados na obra. Para tanto, uma comissão formada por membros do governo mais parlamentares irão ao Tribunal de Contas da União (TCU) pedir que este ingresse junto ao Ministério Público com o objetivo de investigar e punir os responsáveis, e ainda solicitar à Justiça que permita o cancelamento da licitação das obras e a retomada de todo o processo sob o comando do governo da Bahia. O TCU constatou sobrepreço de R$110 milhões. 

O deputado ainda compra outra briga, agora com a Prefeitura, ao defender a construção de uma linha de VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) na Parelela, ligando o Aeroporto ao Metrô – O Executivo municipal optou pelo modelo do BRT, que são linhas exclusivas de ônibus. Informações do A Tarde.


22 comentários:

Pregopontocom disse...

Então....em fim uma luz no fim do túnel.Parece que alguém esta disposto a por ordem na casa.A faxina é essencial,casa limpa e moveis arrumados.Em fim alguém lúcido!!!vamos incentiva-lo,a esperança e a nossa maior aliada.Que venha o nosso VLT...

AmBuss disse...

Sinceramente não acredito que vá além disso, do só falar. Falar é fácil, fazer é que é difícil.
Como dizem, é bom demais para ser verdade.
Ao meu ver acreditar em político é o mesmo que acreditar em Papai Noel, Coelhinho da Páscoa, etc.

AmBuss disse...

Quando a esmola é grande demais, o santo desconfia.

Cleber disse...

André, acredito que o que você quer mesmo é uma canaleta pra buzu articulado que nem aquela lá do Transmilênio, como essa do post abaixo desse, né?

Seja sincero...

AmBuss disse...

Não Cléber,
sou apenas realista e sei que não pode se confiar em políticos, pelo menos não se pode acreditar nesses que estão agora no poder. Mudanças de verdade só aconteceriam com novos políticos, realmente comprometidos com o povo e não com interesses próprios.

Cleber disse...

E em João Henrique podemos confiar?

Quem está com o dinheiro na mão é o Governo do Estado (PT) e não a Prefeitura (PMDB). O Estado foi quem tomou o empréstimo. Creio sim, que ainda há possibilidades de se evitar o desastre do BRT, a grande paixão do SETPS e JOão Henrique, na Avenida Paralela.

AmBuss disse...

Não,
em João Henrique também não se pode confiar.
Não se pode confiar em nenhum deles.

Cleber disse...

Chegamos a um ponto em comum. Mas, de todos, JH é o menos confiável!

AmBuss disse...

Se houvessem de fato políticos compromissados com o povo, o VLT melhoraria sensivelmente a trafegabilidade na paralela bem como reduziria a poluição e traria um meio de transporte rápido, seguro e confortável. No entanto isso só seria possível virar realidade com novos políticos.

AmBuss disse...

O partido do governo do estado apoiou JH durante mais da metade do primeiro mandato dele e ele prometeu que no primeiro mandato o metrô seria concluído e não foi. Se houvesse seriedade e compromisso reais, o metrô em 1 ano, 1 ano e meio teria sido concluído.

Pregopontocom disse...

André não esqueça que eu falei ... que o sistema viario da rotula do Abacaxi ficaria pronto antes do MINEMETRO se mexer assim como foi a rotula do Aeroporto e sera com a via Portuaria duvida? então não misture alho com bugalhos.João molesa é uma coisa... Wagner é outra e não duvide de Pinheiro acredito muito mais nele,portanto o VLT tai vivinho da silva

Cleber disse...

Enquanto JH estiver a frente da PMS, o mais provável é que Salvador permaneça estagnada. Esse prefeito conseguiu a proeza de dinamitar todos os apoios políticos que possía, sem o padrinho Geddel e sem o PT que não tem interesse em fortalecê-lo políticamente, resta-nos apenas lamentar. Essa foi a vontade do povo ao reelegê-lo! Uma lástima...

AmBuss disse...

Pregopontocom,
não acredito em político algum.
Como eu disse, para mim, acreditar em político é o mesmo que acreditar em Papai Noel e Coelhinho da Páscoa.
Enquanto eles políticos estiverem aí, vai ficar tudo do jeito que está.

Com políticos realmente comprometidos com o povo e não com interesses próprios, aí sim o VLT sairá.

AmBuss disse...

Cléber,
não só enquanto JH estiver aí no poder as coisas vão continuar ruins, enquanto todos esses políticos atuais estiverem aí no poder, as coisas só vão continuar como estão hoje em dia - de mal a pior. O que precisa é mudar totalmente a política no Brasil.

AmBuss disse...

A culpa das coisas estarem péssimas com JH é de quem elegeu ele. Meu voto ele não teve, voto e sempre votarei nulo.

Pregopontocom disse...

André...nenhum candidato Nulo conseguiu ganhar eleição e muito menos governar coisa nenhuma...não há nessa atitude um ato de cidadania,mais sim de exclusão,omissão.ou seja transferir a responsabilidade para os outros.Quanto ao prefeito isolado,vai ter que jogar a toalha,pois a copa vem ai,se ele não sabe,não pode ou não tem como fazer vai ter quem faça,vai perder o Metro o BRT o VLT vai ficar de assistente sentado no trono da sua incompetência contando suas lamurias,pois nada mais terá a fazer.

AmBuss disse...

Pregopontocom,
veja bem.
O que ocorre é que os políticos sempre falam que vão fazer 1000 coisas e tal e na hora H, não fazem nem a metade do que prometeram. Então, nem adianta acreditar em nenhum desses. Sempre serão promessas e só promessas.
Essas grandes promessas não passam de um circo de pulgas, ou seja, é tudo ilusão. Como exemplo de um "Circo de Pulgas" tem o bonde moderno que foi prometido nos anos 80 e, assim como o Circo de Pulgas, não passou de uma ilusão.
É fácil falar agora que o BRT ainda não foi construído que querem outro sistema e tal. Mas na hora que o BRT começar a ser construído, aí esses políticos que dizem que farão VLT só vão dizer que lamentam e tal e na verdade a única coisa que eles fizeram só foi falar.

Cleber disse...

André,

Pode até ser que o que você disse ocorra mesmo, espero que não pelo bem da cidade. Mas, a lição que fica é que ainda temos políticos com coragem para desafiar a máfia do ônibus e não simplesmente se sujeitar aos seus ditames.

AmBuss disse...

Não é esse o caso Cléber que esses políticos querem desafiar as empresas de Ônibus. Não, nada disso. É que há políticos que se aproveitam de algo (Nesse caso o projeto de transporte em massa da paralela) para seus fins próprios.
Como eu falei no Orkut, um sistema de metrô ou vlt politicamente tem muito mais impacto que um sistema de Ônibus Articulados e Biarticulados.

AmBuss disse...

Quem é dos políticos que não quer entrar pra história e ficar marcado que fez obras de grande impacto? Todos eles querem. Eles são vaidosos.
Eles não querem o bem para o povo. Eles querem o bem pra eles próprios.

AmBuss disse...

E também, esses projetos de melhoria do transporte só vieram agora por causa da copa porquê se não houvesse copa tudo ia ficar do jeito que está.

AmBuss disse...

Ministério Público pede suspensão da licitação do trem-bala por falhas técnicas

O Ministério Público Federal no Distrito Federal recomendou hoje à ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) que suspenda a licitação para concessão de exploração do trem-bala, no trecho Rio de Janeiro-Campinas (SP).
O motivo seriam falhas no estudo técnico da obra e no próprio edital de concessão que podem causar, em pouco tempo, graves prejuízos aos cofres públicos. A agência tem até segunda-feira para informar o MPF sobre as providências adotadas.
Um dos problemas apontados pelo Ministério Público é a imprecisão da estimativa de custos da implantação do trem de alta velocidade. Para a procuradora da República Raquel Branquinho, a inexistência de projetos de engenharia detalhados, com um cenário realístico da quantidade de serviços de terraplanagem, estruturas portantes e área atingida, por exemplo, impede uma avaliação confiável do impacto sócio, econômico e ambiental causado pela obra.
A ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) informou que está analisando dois pedidos de impugnação do leilão do trem-bala, marcado para a segunda-feira. Ontem, o presidente da ANTT, Bernardo Figueiredo, disse que não houve mudanças no edital que justificassem o alongamento do prazo.
Interessados no projeto pressionam o governo para conseguiro adiamento da data. Consórcios formados por empresas internacionais que detêm a tecnologia para a construção do trem alegam dificuldade em encontrar parceiros brasileiros e questionam a viabilidade do projeto.
Os franceses anunciaram há dois dias a desistência de participar do leilão. Outros investidores estrangeiros também ameaçam abandonar a proposta. Até agora, só o grupo sul-coreano, formado pela estatal operadora Korail e pela fabricante Rotem/Hyundai e que teria mais 20 empresas nacionais e estrangeiras, confirma que fará proposta.

Fonte : http://www1.folha.uol.com.br/mercado/836159-ministerio-publico-pede-suspensao-da-licitacao-do-trem-bala-por-falhas-tecnicas.shtml