sábado, 25 de dezembro de 2010

Será um boicote ao Metrô de Salvador?

Qual concessionária privada se interessaria em administrar o menor metrô do mundo com um percurso que não liga sequer regiões de grande densidade demográfica? Uma proposta para solucionar essa questão é aumentando este percurso e com isso aumentar o número de passageiros para viabilizar os altos custos de operação deste sistema tão importante para Salvador.

Além de terminar a construção do trecho entre a Rótula do Abacaxi e a Estação Pirajá, uma das opções viáveis e de fácil implementação já que não envolverá grandes desapropriações seria a interligação do município de Lauro de Freitas com a Estação do metrô da Rótula do Abacaxi por meio do VLT, proposta esta aliás defendida abertamente pelo Senador Walter Pinheiro e que encontra grande resistência do Prefeito João Henrique que defende a construção, neste mesmo trecho, de um corredor de ônibus nos moldes do existente em Bogotá.


A factóide do momento é que após anunciar diversas datas para inauguração do metrô, criando até um vídeo institucional para dizer que "recebeu as chaves" (veja abaixo), o prefeito João Henrique afirmou em entrevista a meios de comunicação que o metrô poderá não entrar mais em funcionamento no primeiro semestre de 2011 caso o Governo Federal não ofereça subsídios para a operação do metrô.

Ora, é sabido por todos que a Prefeitura de Salvador não dispõe de “experiência administrativa” e “capacidade financeira” para administrar um sistema como o metrô. Tendo o próprio Ministério Público solicitado que a administração desse sistema fosse repassado para uma esfera de governo competente, mas ainda assim há esta insistência da Prefeitura de Salvador em permanecer com a tutela do metrô mesmo que para isso a inauguração se arraste indefinidamente. Quais seriam os motivos?

Bom, essa resposta toda a população de Salvador gostaria de saber. Mas, com base em reportagens  publicadas ao longo de 2009/2010 e somando-se a isto alguns fatores intrínsecos da personalidade humana, aqui vão 2 palpites:

1) Qual político não gostaria de ter seu nome gravado numa placa de inauguração de uma obra tão importante como um metrô?

2) A nobre e descomprometida doação do SETPS para a Prefeitura de Salvador de um projeto de construção de um corredor de ônibus na Avenida Paralela. 

Este segundo ponto, talvez o mais emblemático, pois poderá representar um grande retrocesso a mobilidade urbana em nossa cidade, uma vez que os ônibus sejam eles simples, articulados ou biarticulados como chegam a presumir, são o que são: veículos de baixa capacidade, ecologicamente inadequados, de manutenção cara, mais lentos e com maior risco de acidentes.

Outro fator agravante é que caso o BRT ("corredores de buzu") venha a ser implementado, a administração deste sistema permanecerá nas mãos das mesmas pessoas que administram atualmente os ônibus de nossa província e quem precisa utilizar diariamente os ônibus e estações de Salvador sabe que o primor pelo conforto e pontualidade nos horários não são bem a meta do atual modelo de gestão.

Caso a Prefeitura de Salvador repasse a administração do metrô e trens para o Governo da Bahia, perderá força política para sustentar o retrógrado projeto de corredores de ônibus na Avenida Paralela deixando extremamente irritados os financiadores desta excrescência urbana e assim abrirá caminho para que o governo estadual implemente o VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) permitindo o aumento da malha ferroviária e com isso viabilizando econômicamente o metrô de Salvador .

45 comentários:

AmBuss disse...

Na verdade todas as 3 esferas de governo (federal, estadual e municipal) tem culpa da situação do metrô estar desse jeito.
Para o metrô ser comercialmente interessante para uma empresa privada, no mínimo ele teria de ir até à Estação Pirajá.

AmBuss disse...

Quem propõs que o trecho do metrô fosse reduzido de 12,5 km para 6 km foi o partido que está propondo o vlt ao invés de BRT na paralela.
Portanto, não devemos nos iludir com esses discursos.

AmBuss disse...

A prefeitura já sabia há muito tempo que não teria como manter o metrô sozinha, um Metrô não é uma coisa que uma prefeitura consegue construir e operar com facilidade. Teria sido muito mais eficaz a prefeitura reestruturar todo o sistema de transporte público. Isso seria algo do tamanho que ela teria capacidade de fazer. Num projeto sério de metrô uma prefeitura não é a principal e sim uma coadjuvante.
Na verdade o projeto do metrô como um todo já é um desastre desde sua base mais elementar. Foi tudo errado desde o início : a licitação, o gerenciamento, etc.

Lucas Morais Santos disse...

Lá no TCU, ali na Avenida Tancredo Neves, existe uma sala só para processos relacionados ao Metrô...pouca coisa é que não tem...

mobsalvador disse...

O problema André é que não é interessante para o Governo Estadual e Federal manter JH forte politicamente. As eleições estão vindo aí...

Outra coisa que tem que ser levada em consideração é que ninguém dar nada de graça. Quem será que ajudou a financiar a reeleição de JH? Não me arrisco a apontar nomes, mas a fatura está aí na mesa e atende pelo nome de BRT.

AmBuss disse...

Exatamente Cléber,
JH quer ter o nome dele na placa de inauguração do metrô e os governos federais e estaduais não tem o mínimo interesse em elevá-lo politicamente.
O governo federal e o estadual estão atuando juntos desde já visando a sucessão municipal de 2012. Eles querem eleger alguém deles para prefeito de salvador.

AmBuss disse...

O negócio é que jh recebe muita pressão para passar a execução do Metrô ao Governo do Estado. JH sabe muito bem que para qualquer empresa privada se interessar pelo metrô é necessário pelo menos fazer o segundo trecho e a prefeitura não teria condições de arcar sozinha com a construção do segundo trecho da estação acesso norte à estação pirajá. Daí que ele não toca no assunto do trecho acesso norte/estação pirajá. Se ele for cutucar isso, vai receber mais pressão ainda para entregar o metrô para o governo do estado. Quem ganharia nisso politicamente? - o governo do estado. O que jh quer é por em funcionamento o que existe, visando assim entrar para história que fez uma obra de grande impacto e de quebra recuperar a sua imagem. O problema todo é o tempo que está passando, e isso só faz atrasar cada vez mais o metrô.
Os ultimos acontecimentos mostram que há uma disputa de quem entrega o metro a população, jh ou o governo do estado? pinheiro já avisou que não vai rolar subsídio por parte do governo federal e isso é um xeque mate para jh entregar o metrô ao governo do estado.

Pregopontocom @ Tudo disse...

A reestruturação do nosso sistema de transportes publico,tem que passar por uma mudança radical nos conceitos a serem aplicados na sua reformulação.Não tem como se reestruturar esse sistema arcaico e DINOSSAURICO apenas com onibus ultrapassados da pior qualidade.(suspensão e cambio mecânicos,motores dianteiros,bancos duros,piso muito alto, etc).A reformulação tem que passar inevitavelmente por um bom sistema de Trens Metros VLTs e Trolebus articulados,todos com alta capacidade de transporte de passgs.movidos a energia limpa rápidos e eficientes e confortáveis todos integrados nas sua rotas e tarifas.Para enfrentar a solução do problema a prefeitura deveria fazer parcerias efetivas com os Governos Estadual e Federal ao invés de isolar-se, principalmente politicamente, pois jamais poderia resolver tudo sozinha,e depois descobrir que é incapaz de administrar os trens do suburbio e por o metro para funcionar.Além disso,mais do que nunca prestar contas ao povo e ao TCU de tudo que foi gasto naquilo que o Sr.Prefeito IRONICAMENTE chamou de ELEFANTE BRANCO.

Pregopontocom @ Tudo disse...

Todo mundo conhece a historia do cachorro que corre atrás do propio rabo,se alguém não segura o bicho, ele roda,roda,roda,roda,até cansar e desistir.A prefeitura não tem como tocar os trens e o metro,nem financeiramente e nem administrativamente,falta-lhe tudo,competência, dinheiro,capacidade,apoio político,e não arreda pé de abrir mão de tudo para quem possa fazer em seu lugar.E ai fica o impasse de um lado... e do outro o povo pacientemente esperando.ACORDA SEU ZÉ...ALÔ D.MARIA...E AI SEU MANOEL...ACORDA POVO...OOOOOOOOO SEU JOÃO ASSIM NÃO DÁ PRA SER FELIZ.....

Pregopontocom @ Tudo disse...

POLITICA & politica
METRO EMPERRADO O prefeito de Salvador João Henrique,em entrevistas concedidas a vários orgão da imprensa falada e escrita diz admitir que, caso o governo federal não dê subsídios para a tarifa do Metrô de Salvador, o equipamento, que tinha a previsão para começar a operar no inicio do ano que vem, pode se transformar num ELEFANTE BRANCO…Essa é no minimo uma afirmação ESTARRECEDORA, após serem gastos mais de UM BI E DUZENTOS MILHÕES DE REAIS, dinheiro publico que saiu do nosso bolso durante mais de 10 anos,agora corre o risco de virar um monumento em homenagem ao DESPERDICIO E A INCOMPETENCIA.Isso no minimo é uma falta de RESPEITO a todos nós cidadãos e contribuintes.O inicio da operação do nosso pequeno METRO vem sendo adiada consecutivamente sempre precedida de desculpas e justificativas por parte do prefeito da cidade, e agora mais essa,ele acaba de descobrir que o Metro mesmo sendo Eletrico,só poderá andar empurrado pelo Gov.Federal. A impressão que nos causa,diante de tais fatos,é que o Sr.Prefeito parece estar procurando sempre um jeitinho de adiar a entrada em operação do nosso mine Metro,PORQUE?!!! A quem será que interessa tanto essa imobilidade do metro?!!!! Recusa-se a entregar a Adm. dos Trens e Metro ao Gov. do Estado ou a CBTU ao mesmo tempo em que diz não ter condições de opera-los…será que é o seu desejo mesmo transforma-lo num ELEFANTE BRANCO de um bilhão e duzentos?!!! ou será que em” breve” teremos um BRT serelepe circulando por ali…com a palavra o MP,a nossa maior esperança. Matéria publicada em - http://www.pregopontocom.blogspot.com/ -

AmBuss disse...

Não há interesse algum em favorecer a população nessa briga, todos os 2 lados só querem conseguir seus interesses. JH quer recuperar prestígio, ganhar fama e continuar na política (Se ele não inaugurar o metrô e deixar a obra como um elefante branco, aí, nem para ser síndico de prédio ele vai conseguir se eleger). Wagner quer ganhar fama inaugurando o metrô e de quebra eleger o candidato dele na eleição de 2012.

Lucas Morais Santos disse...

E a partir do dia 2 de janeiro o nosso maravilhoso ônibus custará apenas a bagatela de R$2,50!

AmBuss disse...

O que precisa também com urgência é renovar os políticos da Bahia. Vir novos para substituir os atuais QUE SÃO UMA CACA.

AmBuss disse...

É mais do que claro que a democracia que dizem que vivemos é uma UTOPIA. Os candidatos são eleitos pelo povo, deveriam governar para o povo. No entanto, o que acontece na verdade é que eles governam visando satisfazer apenas seus interesses próprios.

Pregopontocom @ Tudo disse...

AmBus...mais antes de renovar os politicos vamos renovar o nosso sistema de transportes e retirar esses CACArecos que chamão de Buzu autênticos caminões Bau que o SETEPS na maior cara de pau fica alardiando na TV com comerciais fajutos para iludir o nosso povo e desviar a atenção do aumento que vem ai.Num to cumeno nada disso...assim diria o povão.

Pregopontocom @ Tudo disse...

Lucas veja como são as coisas...Na França um bilhete de 1 hora continua no transporte publico custa E$1,60,de 2 horas E$2,30 a medida que aumenta o numero de horas de permanência diminui o custo,um cartão eletronico mensal custa E$46,00 válidos por 30 dias corridos independente do numero de uso.Na Italia 1,15Hrs ( 75 minutos)custa E$ 1,00.E ai pagamos ou não muito caro por uma porcaria de um transporte HORROROSO?!!!

AmBuss disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lucas Morais Santos disse...

Pois é colega. Já morei ns Eua e lá o bilhete mensal me custava 45 dólares. Não conheço muito os onibus, quem conhece é o Ambuss e ele vai dizer qual que era: eram onibus com dois andares, muito confortaveis, nao faziam zuada, cambio automatico, suspensão a ar (no ponto ele ficava mais baixo), e ainda equipado para portadores de deficiência (o onibus tinha uma rampa que quando necessário fazia uma ponte entre o onibus e a calçada). Dentro tinha ar condicionado, havia uma tela com um mapa digital com os principais pontos, e a cada ponto que passava ele ia marcando no mapa, além de uma voz dizer qual o próximo ponto. Tinha também uma parada na frente do onibus onde os passageiros poderiam colocar bicicleta. Assim a bicicleta funciona como um ótimo modo de transporte complementar, pois os ônibus só andam nas principais avenidas. Diz aí Ambuss que buzú é esse? Abraço e feliz ano novo!

Cleber disse...

Lucas, acho que esse ônibus aí o André nunca viu não. Aqui no Brasil, o pessoal chamaria até de espaçonave sobre rodas.

Pregopontocom @ Tudo disse...

Deve de ser um Mascarelo,ou então um Neobus kkkkkkkkk Na França na Italia em todos as cidades por onde passei os onibus tem piso baixo,motor traseiro totalmente isolados acusticamente cambio eletronico automatico e tanto os onibus como os trolebus são equipados com suspenção a ar ativa e se ajoelham (baixam) ao parar nos pontos.E possivel saber nos pontos(no display eletronico) quanto tempo falta para chegar o proximo onibus ou trolebus,e horarios de chegada dos outros,existe tambem um mapa com todo o sistema de transporte e suas rotas fixado nas paradas. Dentro dos onibus e Trolebus as informações em paineis eletronicos informam as paradas e o roteiro dos onibus.A... e o mais importante la não tem o tradicional...PEEERA AEEEEEE MOTOOOR...até o tempo de parada no ponto é controlado.Viiiiiixe

Lucas Morais Santos disse...

"Guenta aeeee motooooor, que poooorrraaaaa!" hahaha essa é ótima!

AmBuss disse...

Lucas,
concordo em número, gênero e grau que a frota de Ônibus Urbano no Brasil deixa muito a desejar. São pouquíssimas as cidades onde tem Ônibus Urbanos de Motor Traseiro, com piso baixo é mais difícil ainda. O que falta na verdade são contratos sérios e modernos de concessão (Sendo que licitação deveria ser OBRIGATÓRIA em todas as cidades do Brasil, veja o exemplo de Salvador onde a licitação é sempre protelada e temos um péssimo sistema de transporte de massa. Se tivesse licitação, as coisas melhorariam.) onde as empresas que não quisessem investir, sairiam do sistema.

AmBuss disse...

pregopontocom,
você não entende nada de Ônibus.
A Neobus, a Mascarello e as outras encarroçadoras Brasileiras produzem versões de seus Ônibus equipadas com tudo isso que os Ônibus da Itália e França tem. É só o cliente solicitar.
O Brasil tem os melhores fabricantes de Ônibus do mundo.

AmBuss disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
AmBuss disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pregopontocom @ Tudo disse...

AmBus compare seus Neobus,com os Franceses IrisBus com mecanica Iveco ou Renault...ou coitaaaado...Mascarelo...me bata um abacate...Eu prefiro andar de Kombi KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Pregopontocom @ Tudo disse...

COMIL diabos esqueci desse tambem...que beleza

AmBuss disse...

Comparo sim pregopontocom e vejo que você não sabe a diferença de uma buzina e de 1 farol num Ônibus. O Brasil tem os melhores fabricantes de Ônibus do mundo. A Marcopolo por exemplo, tem filiais em vários países.

AmBuss disse...

Ando sempre de Kombi e é muito bom. Prefiro andar de qualquer coisa menos de : hatchs, sedans, coupés e conversíveis. Prefiro andar a pé do que em 1 desses aí;

AmBuss disse...

Só falo o que eu entendo, já o que eu não entendo, fico quieto e atuo nesses casos de 2 formas : Ou ouço os que entendem ou leio os que entendem.
Você tambem deveria agir assim pregopontocom.

AmBuss disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pregopontocom @ Tudo disse...

André vc é muito cômico...pra não dizer ridiculo, a Marcopolo tem sim filiais no mundo,só que com uma grade diferença..lá por regulação de lei não pode fabricar essas CARNIÇAS com dois metros de altura, cabeça quente (motor dianteiro) com molas de caminhão,e bancos de repartição publica.Acorda pra vida...e deixe de ser chato.

Pregopontocom @ Tudo disse...

Pois é...tem gosto pra tudo,só ando de kombi por obrigação quando tenho um trabalho a fazer que dependo dela só unicamente e exclusivamente,não acho graça em ser masoquista,e muito menos sou dono de posto de gasolina,pois o bom mesmo é o meu Mille económico,( so uso álcool )ágil,não quebra,manutenção barata,boa rede assistencial e me satisfaz plenamente e nunca me deixou na mão.AAAAA e não preciso levar para S.Paulo(ou na China) para fazer revisão ou manutenção

AmBuss disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
AmBuss disse...

Me deixe em paz.

mobsalvador disse...

O clima esquentou por aqui... É isso que esses malditos ônibus fazem com a gente: nos tiram do sério!

Pregopontocom @ Tudo disse...

KKKKKKK Cleber os malditos "caminhões baus"so me tiram do serio quando tenho que andar nessas "carniças" segunda feira quitei a minha cota de pecados pois passei o dia todo andam neles.HE HE HE HE HE Dei uma de masoquista...que dureeeeeeza...

Pregopontocom @ Tudo disse...

VOCE COMPRARIA UM CARRO CHINES?!!!!!!!!!!!!!!!!!O carro chinês do advogado Jorgino Pazin, de 57 anos, não se esfacelou no meio da rua. Mas já passou tanto tempo parado na oficina por causa de problemas mecânicos que está à venda. Em fevereiro do ano passado, Pazin passava pela Avenida dos Bandeirantes, uma das mais movimentadas da capital paulista, quando avistou o showroom da Effa Motors. À procura de um carro novo e com pouco dinheiro no bolso, o M100 parecia ser a opção perfeita. “O que chamou a atenção foi o preço”, disse Pazin. Para comprar o carro, o advogado foi contra a opinião dos familiares, principalmente da mulher, que sempre teve um pé atrás em relação às marcas chineses. Não deu outra: o automóvel logo começou a apresentar uma série de problemas. A haste do câmbio saiu na sua mão, os farois de neblina pararam de funcionar e os mecânicos não conseguem dar jeito no alinhamento dos pneus. Com menos de 20 mil quilômetros, eles ficaram tão desgastados em um dos lados que precisaram ser trocados. Cansado, o advogado tenta, sem sucesso, vender o modelo há dois meses. “Você chega nas concessionárias e ninguém aceita o carro chinês na troca”, afirmou o advogado. “Estou perdendo muito dinheiro com ele”. O resultado da experiência? Pazin não compraria um modelo importado da China novamente.

AmBuss disse...

Eu JAMAIS compraria qualquer carro de passeio, seja ele chinês, coreano, japonês, americano, brasileiro, etc.
Já Van, Micro Ônibus, etc compro de qualquer nacionalidade.

AmBuss disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
AmBuss disse...

Cléber,
a partir do presente momento estou me retirando do debate. Era para ser um debate salutar, uma boa troca de idéias e no entanto o que isso está se tornando é uma fonte cada vez maior de aborrecimentos. Eu não quero continuar a ter aborrecimentos diários com isso aqui e estou saindo fora. Peço desculpas a Cléber e a Lucas pela linguagem que utilizei em alguns comentários recentemente mas fiz isso porquê fui provocado antes.

Pregopontocom @ Tudo disse...

Sniffff.. Snifffff...Sinfffff Buaaaaaaaaa....Buaaaaaaaaa Hic...Hic....vxxxxxx...fummmm...AAAAAAAAAAAAAAAAAAAA..nããããããõoooo naããããããõoooo ahhhhhhh ahhhhhhhhh snifffff sinfffffff ungh ungh....

Pregopontocom @ Tudo disse...

BRT X VLT - VEJA A REALIDADE QUE NINGUEM MOSTRA veja - http://www.pregopontocom.blogspot.com/ -

mobsalvador disse...

André, lamento sua saída deste debate, apesar de termos opiniões conflitantes sobre o tema, a unanimidade também não é a perfeição. Entretanto, também fiquei estarrecido com a utilização que você fez de palavras e expressões que fugiram ao padrão da norma culta da língua portuguesa. Acho que você atribuiu uma gravidade excessiva aos comentários e argumentos feito por outros integrantes e que são diametralmente opostos ao seu.

Anônimo disse...

O metrô não saiu ainda pq a setps não quer, JH é uma marionete. Graça a Deus o governo do estado optou por trilhos na paralela, mesmo assim a setps ainda tá no lobby descarado e explícito, utilizando para isso a prefeitura e a TV Bahia. Pouca vergonha.