sábado, 19 de março de 2011

Desespero: Empresários de ônibus criticam modelo de gestão proposto pelo Governo do Estado

Foi realizada  nesta quarta-feira (16/03/11) uma reunião do Grupo de Trabalho (GT) que discute o transporte público em Salvador. Nesta reunião ficou clara a necessidade de criação de uma estatal para gerir todos os modais que forem integrados ao metrô. O ponto de divergência entre os membros da comissão reside na escolha do modal a ser construído para interligar o Acesso Norte ao Aeroporto, via Avenida Paralela: o BRT (corredores exclusivos de ônibus) ou VLT (Veículos Leve sobre Trilhos). O vice-prefeito e coordenador do GT, Edvaldo Brito, admite que técnicos da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) preferem o VLT, projeto já adotado em Fortaleza (CE), Recife (PE), Maceió (AL), Sobral (CE), Cariri (CE) e Macaé (RJ). Já o BRT, sistema de baixa capacidade operado por ônibus articulados e já saturado nas cidades onde foi implantado, é defendido por empresários do setor de ônibus da capital baiana. 

No entanto, em relação a proposta do Governo da Bahia de criar uma empresa estatal para administrar o novo modal de transporte integrado ao metrô, o superintendente executivo do SETPS, Horácio Brasil, discorda: “Para o metrô e os trens do subúrbio a proposta é perfeita. Já para os ônibus, precisamos avaliar as condições”.

 VLT de Fortaleza. Já em Salvador, ainda se cogita  ultrapassados corredores de buzu

Referência: Bahia Notícias

2 comentários:

André disse...

Fiz uma nova versão, no Paint, para o BRT na paralela. Você pode dar uma melhorada e alterar a imagem do blog, rsrsrs:
http://i53.tinypic.com/20jr2bs.jpg

Cleber disse...

André, essa montagem aí foi feita por um cara chamado Deco do SSC, não?